Fumaça Causada Pelos Fogos de Artifício Podem Agravar a Covid-19

proteção fogos de artifício

Fogos de artifício são as atrações das festas de fim de ano, com luzes e cores vibrantes eles colorem o céu e encantam os espectadores.

Porém, há muitas pessoas que sofrem com as queimas de fogos de artifício todos os anos, assim como os animais e os pets. 

Os estrondos causados pelos fogos são extremamente prejudiciais à saúde podendo causar até mesmo perda da audição. 

Muitos acidentes acontecem nessas épocas do ano em que a queima de fogos é atração, como queimaduras, perda de membros, perda de visão, etc. 

Neste momento, iremos falar das causas que a fumaça gerada pela queima dos fogos de artifício causam.

No momento de uma pandemia que afeta diretamente o sistema respiratório, a fumaça dos fogos é muito prejudicial para os pacientes. 

O que é a fumaça dos fogos de artifício?

A queima dos fogos de artifício nada mais é do que uma reação química que ocorre dentro do fogos, sendo duas explosões. 

A primeira explosão é a que leva os fogos até o céu e a segunda é a que “solta” as cores que vemos durante a queima.

Essa primeira explosão responsável por lançar os fogos para cima chama-se propelente e nela é utilizado compostos extremamente tóxicos.

Para causar a explosão, usa-se a chamada pólvora negra que é composta por Nitrato de Potássio, enxofre e carvão, os três sendo extremamente prejudiciais. 

Estes elementos químicos são prejudiciais tanto aos seres vivos quanto ao meio ambiente, pois uma vez lançados na atmosfera a atingem diretamente.

Agravando o aquecimento global, prejudicando a respiração humana e animal, poluindo o ar, espalhando a fumaça pelo vento, os males são enormes.

Pacientes de Covid 

Pacientes de covid e pessoas com problemas respiratórios e alérgicos sofrem diretamente com a fumaça produzida pelos fogos de artifício.

Por serem lançados na atmosfera gases extremamente tóxicos e que não deveriam ser inalados em tal quantidade, quem já sofre com problemas respiratórios acaba sofrendo bem mais.

Os gases lançados pela queima dos fogos afetam diretamente os canais respiratórios e ao chegar nos brônquios e no pulmão, causam altas irritações. 

Também afetam olhos, pele, boca, ficando avermelhados, ardendo e tendo irritações nas áreas. 

A incidência desses gases agravam as crises alérgicas, bronquites e asma, além de piorar de modo preocupante os quadros de pacientes com covid-19.

Prevenção

Recomenda-se, para quem tem problemas respiratórios e crise alérgica, não assistir de perto a queima de fogos ou até mesmo esperar ela acabar para ter sua comemoração. 

Essa instrução também vale para os pacientes que estão se recuperando das sequelas da covid, já que o sistema respiratório está muito debilitado. 

Aos pacientes de covid, cabe aos profissionais ficarem atentos aos casos e preparados para os possíveis contratempos. 

Aos responsáveis pelas fogueteiras é de extrema importância que façam as queimas em locais abertos e amplos de modo a deixar o mais longe possível das pessoas.

Também cabe ressaltar a importância de fazê-las de modo seguro e por pessoas especializadas nesses artefatos.

Veja também 

Já que o assunto é saúde, veja nosso artigo sobre hábitos saudáveis para o se dia a dia.

Deixe um comentário